“Ricardo III ou Cenas da Vida de Meierhold” no CCSP

“Em grandes sociedades de consumo, às vezes, não podemos ver onde está o mal. Na época de Stalin, era muito fácil criticar e identificar o mal. Mas como fazer isso hoje? Com a manipulação pela imagem, a indústria da televisão? Porque é muito mais fácil ter uma tela sem ter uma civilização por trás” (Matéi Visniec)

Considerado um dos mais importantes representantes atuais do Teatro do Absurdo, o dramaturgo romeno Matéi Visniec tem mais uma de suas peças montadas pela diretora e atriz Clara Carvalho, que dirigiu recentemente Condomínio Visniec (2019) e codirigiu A Máquina Tchekhov (2015) ao lado de Denise Weinberg. Trata-se de Ricardo III ou Cenas da Vida de Meierhold, idealizado e produzido por Lívia Prestes, com estreia marcada para 1º de junho, no Centro Cultural São Paulo (CCSP).

O elenco conta com a participação de Rubens Caribé, Duda Mamberti, Fernanda Gonçalves, Junior Cabral, Lívia Prestes, Mara Faustino, Rogério Brito e  Rogério Pércore.


Na trama, o consagrado diretor russo Meyerhold (1874-1940), inventor da Biomecânica e membro do Teatro de Arte de Moscou, tenta encenar a peça “Ricardo III”, de William Shakespeare (1564-1616). Durante a montagem, ele tenta entender o que se passa na própria cabeça, mas é constantemente impedido de realizar seu trabalho por personagens políticos, familiares e fantasmas presentes em sua mente.

Da tentativa de concluir a encenação do clássico shakespeariano, nasce um filho do diretor russo: um boneco de manipulação que é o próprio Ricardo III. Até mesmo essa criatura animada desaprova a direção do pai. Meyerhold acaba sendo preso por conta de um ato audacioso do filho, e a peça é finalmente cancelada.


O boneco manipulado em cena foi criado por Beto Andreta, da premiada Cia. Pia Fraus, que trabalha com teatro de bonecos há 35 anos. O grupo parceiro também ajudou o elenco a aprender como manipulá-lo. O espetáculo foi contemplado na 7ª Edição do Prêmio Zé Renato de Fomento à Produção Teatral para a cidade de São Paulo.

Sobre Matéi Visniec – Dramaturgia

Nascido em 1956 em Radauti, na Romênia, Matéi Visniec vivenciou a ditadura de Ceausescu. Ainda jovem, deixa sua cidade e vai para a capital Bucareste estudar filosofia. Acreditava que o teatro e a poesia podiam denunciar a manipulação do povo por meio das grandes ideologias. Em 1987, é reconhecido na Romênia por sua poesia depurada, lúcida, ácida, mas ainda proibida para o palco. Aos 31 anos, muda-se para a França. Em apenas três anos, começa a escrever em francês e converte a sua limitação na língua em elemento criativo. Paris passa ser a sua pátria mental.

É um escritor da resistência, nunca escreveu peças comerciais. Escreve poesia e romance em romeno, mas teatro, sempre em francês. Visniec tem parentesco com o surrealismo e com o teatro do absurdo. Suas peças cheias de humor ácido são editadas e encenadas em diversos países.

SINOPSE

Meierhold (importante encenador Russo do início do século XX) dirige “Ricardo III” de Willian Shakespeare. Durante todo o tempo, ele tenta montar o espetáculo e entender o que se passa na sua própria cabeça. É constantemente impedido por figuras políticas, familiares e fantasmas. Nesse processo nasce seu filho: um Boneco que já nasce adulto é o próprio Ricardo III, que também critica e desaprova a direção teatral do pai. Meierhold acaba sendo preso e a peça é cancelada.

SERVIÇO

CCSP – Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1.000, Liberdade

Ricardo III ou A vida de Meyerhold, de Matéi Visniec

Temporada: 1º de junho a 7 de julho de 2019

Às sextas e sábados, às 21h; e aos domingos, às 20h

Sessões às quintas: 6, 13 e 20 de junho – quintas às 21h.

Ingressos: R$ 30,00

Classificação:  14 anos

Duração: 90 minutos

Capacidade: 321 lugares

Informações: (11) 3397 4002

Bilheteria: de terça a sábado, das 13h às 21h30; e domingos, das 13h às 20h30

Venda de ingressos online: Ingresso Rápido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: