‘TERREMOTO’ TEM NOVA DATA DE ESTREIA: 12 DE MARÇO

Longa de ação marca a estreia de John Andreas Andersen como diretor

Um abalo sísmico de magnitude de 5,4 na escala Richter atingiu Oslo no início do século XX, abrindo uma fenda que cruza a cidade.

De acordo com os cientistas, um novo terremoto com essa potência pode acontecer a qualquer momento, mas ninguém consegue prever quando.

Essa é a premissa do filme-catástrofe, TERREMOTO, primeiro longa do diretor John Andreas Andersen, que estreia nos cinemas brasileiros em 12 de março, com distribuição da Califórnia Filmes.

Andersen conta que no início achou um pouco absurdo um filme sobre um terremoto em Oslo, mas que aos poucos percebeu que registros históricos tornavam a trama viável: “a Noruega é a área sísmica mais ativa no norte da Europa, em 1904 realmente houve um grande terremoto na região e esse tipo de incidente acontecerá novamente”. 

O diretor se utilizou dos personagens para levar o público a sentir o que eles estavam passando.

De acordo com ele,  essa empatia é fundamental para o filme. “Porque se você não está vivenciando, não importa o quão espetaculares são as cenas, você não vai se envolver”.

Portanto, além dos efeitos especiais e muita ação, o roteiro contempla o drama familiar de Kristian, sua filha Julia, que busca desesperadamente a atenção do pai, e Idun, a mulher que foi a grande paixão de Kristian.

E todos eles estão prestes a ter suas vidas completamente mudadas por essa impiedosa e brutal força da natureza”, explica Andersen. 

Com TERREMOTO, eu queria colocar o público no meio de uma cidade sendo dilacerada, sentindo o impacto dessa força. Espero que o filme leve o espectador a uma viagem emocionalmente e visualmente fascinante, com muita ação”, finaliza.  

SINOPSE 


Em 1904, um terremoto de magnitude 5,4 na escala Richter sacudiu Oslo e arredores.

O terremoto teve seu epicentro na região Oslo-Graben, atravessando a capital norueguesa.

Os geólogos não podem ter certeza, mas estudos indicam que pode-se esperar para o futuro grandes terremotos nesta área.

Quando eles, eventualmente, acontecerão, ninguém pode dizer com certeza. No entanto, sabe-se que a densidade populacional e a infra-estrutura em Oslo é significativamente mais vulnerável hoje do que em 1904.

O que esperar se acontecer um terremoto significativamente maior? 

FICHA TÉCNICA 
Direção: John Andreas Andersen 
Elenco: Kristoffer Joner, Ane Dahl Torp, Jonas Hoff Oftebro 
Gênero: Drama, Ação, Suspense 
País: Noruega 
Ano: 2018 
Duração: 108 min 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: