“ VIDAS DUPLAS ” ESTREIA EM 18 DE ABRIL

“VIDAS DUPLAS” foi exibido na competição oficial do último Festival de Veneza, onde concorreu ao Leão de Ouro, e no Festival do Rio do ano passado, quando o diretor Olivier Assayas veio ao Brasil para divulgar esse filme.

Com Guillaume Canet, Juliet Binoche e Vincent Macaigne, “VIDAS DUPLAS” acompanha Alain(Canet) um editor de livros com dificuldade de se adaptar à modernidade da era digital.

Ele tem dúvidas sobre o quão bem-sucedido será o lançamento do próximo manuscrito de Léonard (Macaigne), um de seus célebres autores.

Ao contrário de sua esposa Selena (Binoche), que acredita na viabilidade da publicação. “Nosso mundo está sempre mudando. Sempre esteve. O desafio é nossa capacidade de manter um olho nesse fluxo e entender o que realmente está em jogo para se adaptar ou não.

A digitalização do nosso mundo e sua reconfiguração em algoritmos é o vetor moderno de uma mudança que nos confunde e sobrecarrega.

A economia digital infringe regras e, muitas vezes, leis. Além disso, questiona o que parecia sólido e concedido na sociedade”, comenta Assayas.

“VIDAS DUPLAS” não tenta analisar o funcionamento dessa nova economia, mas sim observar como essas questões nos abalam, pessoal, emocional e às vezes humoristicamente”, completa o diretor.

“VIDASDUPLAS”estreia no Brasil em 18 de abril, com distribuição da California Filmes.

SINOPSE

Alain é um bem-sucedido editor parisiense com dificuldade em se adaptar à revolução digital.

Ele tem grandes dúvidas sobre o novo manuscrito de Léonard, um de seus autores de longa data,que lançará um trabalho de autoficção, reciclando seu caso de amor com uma celebridade.

Selena, a esposa de Alain, famosa atriz de teatro, é de opinião contrária e elogia a publicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: